Notícias

14 ABR
[Transalvador orienta motociclistas quanto às mudanças no código de trânsito]

Transalvador orienta motociclistas quanto às mudanças no código de trânsito

O órgão ainda está com inscrições abertas, até o próximo dia 20, para o curso gratuito de atualização em pilotagem segura para mototaxistas e motofretistas profissionais

Redação Fé Católica 
 

Mesmo com uma redução de mais de 17% no número de vítimas de acidentes envolvendo motocicletas na cidade, comparando o primeiro trimestre deste ano com o mesmo período de 2020, a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) permanece com ações de conscientização dos motociclistas. A autarquia vem orientando esses condutores sobre as novas normas do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que entraram em vigor na segunda-feira (12), e também promove ações voltadas para esse público dentro do projeto Vivo na Moto, com objetivo de reduzir o número de acidentes na cidade. 

Desde a segunda-feira (12), o CTB passou a ter novidades para os motoristas de veículos de duas rodas. Uma dessas mudanças foi a penalidade para quem transitar com capacete sem viseira, que deixa de ser gravíssima e passa a ser infração média, com multa de R$130,16 e quatro pontos na CNH – o mesmo vale para quem estiver na garupa. Além disso, conduzir com farol apagado também deixa de ser gravíssima e passa a ser infração média. 

O superintendente do órgão, Marcus Passos, reforça a responsabilidade de cada um no trânsito para que Salvador continue a reduzir o número de acidentes e preservar vidas. “Todos são atores de um mesmo contexto que é o trânsito. Tem que saber que não adianta cobrar, precisa ter consciência. Fazemos um apelo para que dirijam com atenção, evitem fazer transições repentinas, respeitem a velocidade e evitem manusear aparelhos eletrônicos enquanto trafegam”. 

Números
De janeiro a março deste ano, a superintendência registrou 470 vítimas de acidentes envolvendo motocicletas, contra 567 no mesmo período de 2020. No primeiro trimestre do ano passado, 436 motociclistas ficaram feridos e 12 morreram em decorrência dos sinistros. Este ano, 15 motociclistas morreram no trânsito e 363 ficaram feridos. 

“Mesmo apresentando reduções nas ocorrências, os dados ainda nos assustam. Precisamos lembrar que não estamos falando de meros números, são vidas. E para a Transalvador, cada vida preservada tem um valor inestimável”, destaca Marcus Passos. 

A Transalvador também registrou uma redução no número de infrações cometidas por motociclistas. A diminuição chegou a 56%, em comparação com os dois primeiros meses de 2020 e de 2021. As principais infrações foram transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% (média, com quatro pontos na CNH e multa de R$130,16), com 1.991 registros este ano, e estacionar em desacordo com a regulamentação - estacionamento rotativo (grave, com cinco pontos na CNH e multa de R$195,23), com 393 notificações. 

Curso para motociclistas
Para quem quiser se aperfeiçoar no trânsito sobre duas rodas, a Transalvador está com inscrições abertas, até o próximo dia 20, para o curso gratuito de atualização em pilotagem segura para mototaxistas e motofretistas profissionais. Os interessados devem garantir presença preenchendo a ficha disponível no site transalvador.salvador.ba.gov.br .

O curso será dividido em dois momentos com aulas teóricas e práticas. Na primeira etapa, os encontros serão virtuais. Essas aulas começarão a partir do dia 3 de maio e terão duração de quatro horas. As aulas práticas começarão assim que possível, diante da situação de pandemia, em data posteriormente definida. 

A atividade é promovida em parceria com a Honda e integra o programa Vivo na Moto. Nos encontros virtuais serão discutidos comportamentos adequados na direção e segurança viária, dados estatísticos de acidentes com motociclistas, técnicas de pilotagem segura, manutenção preventiva e importância dos equipamentos de proteção. Os motociclistas que concluírem o curso terão direito a um certificado.

Foto: Jefferson Peixoto / Secom / PMS