Notícias

13 AGO
[Santa Dulce inspira: baiana Giulia Levita cria canção e recursos arrecadados são destinados para OSID]

Santa Dulce inspira: baiana Giulia Levita cria canção e recursos arrecadados são destinados para OSID


A canção “Pandemia de Amor” nasceu de um sonho e virou projeto de solidariedade em prol das Obras Sociais Irmã Dulce.


A Igreja celebra nesta quinta-feira, 13 de agosto, a festa litúrgica de Santa Dulce dos Pobres. Seu legado de servidão, entrega e amor ao próximo é conhecido pelo povo baiano e tem ainda mais destaque através das ações das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), fundada há 61 anos.

E com uma mensagem de cuidado e solidariedade que a cantora e compositora baiana, Giulia Levita, 14, escreveu a canção “Pandemia de Amor”, que terá todo os recursos arrecadados destinados para OSID. 

Em entrevista ao Fé Católica, Giulia relata que descobriu a história de Santa Dulce dos Pobres através de sua mãe, Nina Levita. “Minha mãe conheceu o trabalho da OSID ainda no colégio durante visitas feitas ao local. Ela sempre me contou com carinho a trajetória dela”, diz. 

Assim como Santa Dulce dos Pobres, a jovem tem a oração como prioridade em seu cotidiano. “Todos os dias antes de dormir, eu rezo para Deus e agradeço a ele por tudo e também ao meu anjo da guarda”, fala. 

Sobre a música “Pandemia de Amor” Giulia diz que a canção veio através de um sonho. “Pensando sobre a pandemia e o que eu poderia fazer como criança, cantora e ajudar da minha forma espalhando amor e assim surgiu. Eu acordei, escrevi a letra, em meio as ideias, sentei no piano fiz a rima, letras, acordes e foi assim”, conta. 

Giulia lembra ainda que para escrever a canção ela foi tocada pelo sofrimento das pessoas diante da pandemia e, também, da necessidade da união para vencer a COVID-19. 

Para reforçar este desejo pela união, Giulia reuniu no clipe 11 artistas, entre eles estão Margareth Menezes e José Maurício (Miraculado da Canonização), que tem uma forte ligação com o Anjo Bom da Bahia. “São vários músicos incríveis e através deles quis mostrar que só com a união podemos vencer o coronavírus”, afirma. 

Sobre o principal ensinamento deixado por Santa Dulce dos Pobres, Giulia enfatiza que é a união e a solidariedade. “Precisamos pensar não só em nós mesmos, mas também no próximo e cuidar destes”, pontua.

Tendo em vista o futuro, Giulia deseja seguir na carreira musical e conta com o apoio da família. Sua mãe, Nina afirma que vê sua filha criar uma música como “Pandemia de amor” é muito emocionante. “Ela viu a pandemia como simplesmente a única forma de vencê-la que é o amor. Na verdade, não posso dizer que me surpreendeu, porque Giulia tem essa capacidade de enxergar o outro. O lado compositora de se colocar no lugar do outro, nesse caso ela vê o mundo, e isso realmente foi algo que para mim como mãe foi  não somente emocionante, mas tocada com a situação e muito orgulhosa dela”, admite. 

**Recursos arrecadados**

Nina Levita, mãe da Giula explica que para repassar os recursos arrecadados e prestar contas, o fonograma em que Giulia canta e toca com os outros artistas foi doado para a OSID. "Assim os recursos arrecadados vão direto para a instituição, sem precisar passar pela conta de Giulia. E todos os pedidos de arrecadação que Giulia fez nas redes sociais em LIVES, Instagram foi dado o canal para que o doador depositasse o dinheiro direto na conta da OSID. Dessa forma, 100% dos recursos arrecadados foram diretamente para a Obras Sociais", reforça.

Assista o clipe:

Foto: Arquivo Pessoal