Notícias

31 JUL
[Salvador apresenta indícios para entrar na segunda fase de reabertura]

Salvador apresenta indícios para entrar na segunda fase de reabertura


Mesmo com a melhora nos índices, o prefeito da cidade pediu cautela.
 

O Prefeito Municipal da cidade de Salvador declarou durante inauguração das obras de requalificação do bairro Jardim Brasil, nesta sexta-feira (31), que o município já apresenta um momento mais tranquilo em relação as infecções por Covid-19, e que a melhora apresenta diversos indícios. Contudo, alertou que ainda é preciso tomar todas as precauções diante da da doença. Vale lembrar que não existe que as vacinas contra o vírus se encontram em fase de teste.

"Os sinais comprovam, inclusive através da redução da velocidade de crescimento da doença, que o pior aparentemente já passou. E isso só aconteceu porque a gente não relaxou, porque fomos duros e firmes ao tomar posições, a exemplo de fechar o que tinha de ser fechado, de agir com mais rigor em alguns bairros e de pedir insistentemente o apoio da população. Mas temos que continuar mobilizados para que não aconteça um crescimento da doença", ressaltou.

Entre esses indícios estão a redução para 68% da taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para tratar pacientes com a Covid-19, e o registro do melhor dia de altas em internamentos, com um saldo positivo de 35 leitos, ambos ocorridos ontem (30). Além disso, o número de sepultamentos em cemitérios municipais, neste mesmo dia, foi de nove, bem inferior à média diária de 15.

O prefeito frisou que ainda não deu para medir o impacto da reabertura da fase um das atividades econômicas, culturais e religiosas da cidade, que teve início no último dia 24. Os técnicos e cientistas dizem que esse fator só deve ser sentido na rede de saúde depois de 15 dias. Justamente por isso que o protocolo elaborado pela Prefeitura e governo do Estado prevê um intervalo de 14 dias entre as fases da retomada.

"As taxas de ocupação de leitos que registramos essa semana ainda não refletem o impacto da fase um de reabertura, o que só deveremos ter no final da semana que vem. Mas o fato é que essa taxa já chegou a 88%. E, depois disso, começamos um movimento de queda e ontem tivemos o melhor desempenho depois de maio. Não podemos, agora, jogar tudo isso fora. Temos que continuar firmes na luta, fazendo essa reabertura de forma criteriosa e segura".

Retomada 

ACM Neto informou ainda que até segunda-feira (03) deve ser publicado no Diário Oficial do Município (DOM) os protocolos setoriais para aquelas atividades que reabrem na fase dois da retomada. São elas: academias de ginásticas e similares, barbearias, salões de beleza, centros culturais, museus, galerias de arte, lanchonetes, bares e restaurantes.

Para que Salvador entre na segunda fase de retomada, além dos 14 dias de intervalo da primeira, é necessário que existam, nesse período de tempo, cinco dias com a taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para Covid-19 em no máximo 70%. Como ontem a taxa foi de 68%, restam quatro dias. Se tudo der certo, a capital baiana pode entrar na fase dois no próximo dia 7.

O prefeito reforçou ainda que, em relação às praias e escolas, haverá um protocolo específico, que não está ligado a nenhuma das três fases da retomada. "Isso vale também para as etapas da fase um que ainda não tiveram início (a exemplo das áreas de alimentação dos shoppings). Vamos analisar tudo com calma. O que vai acontecer agora é nos prepararmos para a fase dois de reabertura", concluiu.

Da redação com Agência de Notícias Salvador
Foto: Valter Pontes | PMS