Notícias

08 OUT
[

"Prioridade formação missionária" é tema de live das Edições CNBB nesta quinta (08)

O Mês Missionário, neste ano tem o tema “A vida é missão” e o lema “Eis-me aqui, envia-me” (Is 6,8)

 

Redação Fé Católica
[email protected]


“Prioridade Formação Missionária” é o tema da segunda live de celebração do Mês Missionário. Nesta quinta-feira, 8 de outubro, participam do  bate-papo o bispo da diocese de Cametá (PA), dom José Altevir da Silva, e a Irmã Maria de Fátima Kapp, da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB). Mediará a conversa a assessora da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB irmã Sandra Regina Amado. A live será transmitida pelo Facebook na página (Edições CNBB) e no youtube no Canal das Edições, a partir das 15h  (horário de Brasília).

A live desta quinta-feira faz parte das diversas atividades que estão sendo realizadas durante este mês para celebrar e divulgar o Mês Missionário, neste ano com o tema “A vida é missão” e o lema “Eis-me aqui, envia-me” (Is 6,8).

O tema que será abordado durante o bate-papo corresponde à primeira prioridade do Programa Missionário Nacional (PMN), apresentado à Igreja no Brasil no ano passado. Publicado pela Edições CNBB, o programa quer ser uma ponte de integração, com o objetivo de contribuir para que a missão seja, de fato, parte integrante da vida do cristão católico e dos organismos eclesiais.

A missão não pode ser concebida como algo restrito a algumas pessoas ou grupos “especializados”, mesmo que sejam muito capacitados e experientes e cultivem carismas específicos. O Programa Missionário Nacional é uma pequena semente que aponta para uma maior comunhão.

As propostas missionárias do PMN também estão contempladas nas atuais Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil: “Acolher e concretizar as prioridades e projetos do Programa Missionário Nacional: formação, animação missionária, missão ad gentes e compromisso social e profético” (DGAE 2019-2023, n. 200).

 

Com informações da CNBB
Foto: Reprodução | CNBB