Notícias

13 FEV
[Papa Francisco encontra neta de Gandhi no Vaticano]

Papa Francisco encontra neta de Gandhi no Vaticano

Num encontro pela paz e pelo diálogo entre as religiões, o Papa Francisco saudou Ela Gandhi, neta de Mahatma. O encontro aconteceu ao final da Audiência Geral desta quarta-feira (12), no Vaticano. Em Roma, ela participou de encontro sobre as mulheres e encorajou a promoção da pedagogia italiana na formação das crianças, ao convidar “a voltar ao método de Maria Montessori para educar as jovens gerações: no seu jeito de ensinar, as crianças aprendem a respeitar a si mesmas e, então, também os outros”.


O Papa Francisco, ao final da Audiência Geral desta quarta-feira (12), no Vaticano, saudou, entre outras pessoas, Ela Gandhi, neta de Mahatma. Foi um encontro rápido, mas de profundo significado pela paz e pelo diálogo entre as religiões.

Ativista pela paz, mulheres e diálogo inter-religioso
Ela nasceu na África do Sul, em 1940, e é filha de Manilal Mohandas, segundo filho de Mahatma Gandhi. Como muitos membros da famosa família Gandhi, Ela é sempre vista trabalhando em prol de movimentos inter-religiosos, sem esquecer a busca pela justiça social, antes mesmo da atuação como deputada (1994-2004), quando dos esforços durante o período do Apartheid.

Depois do trabalho no Parlamento, Ela Gandhi ergueu uma organização de suporte à violência doméstica, com atendimento 24h. Além disso, fundou e é a atual presidente do Fundo para o Desenvolvimento Gandhi (Gandhi Development Trust - GDT), instituído em 2002 para promover o pensamento e os valores de Gandhi.

A ativista pela paz recebeu várias homenagens pela longa carreira humanitária, como o Prêmio Pravasi Bhartiya e o reconhecimento internacional pela paz da Comunidade de Cristo. Ela Gandhi também serve como fonte de apoio ao movimento de coalização multi-religiosa intitulado “Religions for Peace”, que trabalha para transformar os conflitos violentos de todas as regiões do mundo.

Método Montessori por um futuro de paz
Em Roma, Ela participou da conferência sobre “a mulher líder na promoção do humanismo integral”, que aconteceu na segunda-feira (10), no Senado Italiano. Segundo o jornal vaticano L’Osservatore Romano, a ativista disse que “a situação das mulheres hoje no mundo, depois de um período de melhora, voltou a piorar”. Mas, segundo ela, “está nas nossas mãos a força para inverter essa tendência”.

Ela Gandhi abordou, assim, a pedagogia italiana na formação das crianças, fazendo um convite:

“Voltar ao método de Maria Montessori para educar as jovens gerações: no seu jeito de ensinar, as crianças aprendem a respeitar a si mesmas e, então, também os outros.”


Fonte: Vatican News
Foto: Vatican Media