Notícias

20 OUT
[

"O mundo precisa de mais Irmãs como a Dulce", destaca Dom Murilo Krieger na solenidade em homenagem a Santa Dulce dos Pobres

 

Cerca de 50 mil pessoas participaram da Santa Missa em homenagem a Santa Dulce dos Pobres, na Arena Fonte Nova no início da noite deste domingo (20). A cerimônia foi presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, que iniciou saudando as autoridades eclesiásticas e políticas presentes.

No início da homilia, o Arcebispo Primaz do Brasil partilhou da alegria que foi presenciar a cerimônia de canonização, no último domingo (13). "Salvador está em festa, o Brasil está em festa com o reconhecimento de sua santidade. Quem esteve lá viveu uma experiência única, emocionante, que aquela que só a fé nos possibilita viver", ressalta.

O sacerdote frisa que a presença de cada um de nós é especialmente para agradecer a Santíssima Trindade pelo dom concedido a Irmã Dulce. "A fidelidade de Irmã Dulce a Deus e a confiança no nosso Senhor são pilares para o alcance da sua santidade", destaca.

O celebrante relembra como a Santa Dulce dos Pobres não distinguia classe social para construir sua obra. "A senhora sabia que sozinha poderia caminhar mais depressa, mas motivando outros a ir mais longe seria mais viável", recorda.

Para Dom Murilo, a principal lição que devemos guardar da Santa Dulce é a presença do senhor na frente de nossos planos. "Tudo que Irmã Dulce fazia tinha como ponte de partida a sua amizade com Jesus", cita.

O Arcebispo encerra dando um conselho: “Cabe a nós imitá-las e não nos deixarmos que o individualismo e a indiferença nos atinja. O mundo precisa de muitas Irmãs Dulce", conclui e agradece a primeira santa brasileira: “Obrigada pela sua vida e pelo seu testemunho, obrigada por suas lições, Anjo bom do Brasil", finalizou.

Após a leitura das preces, a procissão das ofertas teve a miraculosa de Irmã Dulce participando e levando a água para o banquete da liturgia. "É uma honra a Deus e um momento único. Agradeço a Irmã Dulce pela minha vida e pela vida do meu filho, sou grata pelo legado de amor deixado por ela em vida", relembra a miraculosa.

Após a procissão das ofertas, Dom Murilo Krieger ofertou o pão e o sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, no banquete Eucarístico.

Cerca de 80 ministros extraordinários da comunhão eucarística estavam nas arquibancadas para a distribuição da sagrada eucaristia para os fiéis.

A primeira celebração em homenagem a Santa Dulce dos Pobres marca um novo ciclo para Igreja  Católica Apostólica Roma, e especialmente para o povo brasileiro que agora tem uma intercessora: A Santa Dulce dos Pobres