Notícias

05 ABR
[HMS completa três anos com mais de 400 mil atendimentos realizados]

HMS completa três anos com mais de 400 mil atendimentos realizados

O hospital conta com 20 leitos de UTI e 30 de enfermaria contra Covid-19


Redação Fé Católica
[email protected]

O Hospital Municipal de Salvador (HMS), localizado em Boca da Mata, completou três anos de serviços prestados à população neste domingo (4). A unidade já realizou mais de 400 mil atendimentos e segue com a missão de salvar vidas, oferecendo assistência à saúde de forma humanizada através de equipes de profissionais de saúde dedicados. 

Com a chegada da pandemia do novo coronavírus, a estrutura também passou a receber pacientes infectados com a doença via demanda regulada de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), gripários, entre outros espaços. O hospital conta com 20 leitos de UTI e 30 de enfermaria contratualizados especificamente para essa estratégia. 

“O HMS foi um dos maiores projetos da Prefeitura para qualificação do serviço de saúde da cidade, firmando um sério compromisso com a população. E, num momento tão sensível que enfrentamos, é extremamente importante termos uma estrutura desse porte para prestação de uma assistência qualificada para toda a população, incluindo pacientes com a Covid-19”, destaca o secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates.  

Construído pela Prefeitura e administrado pela Santa Casa de Misericórdia, o HMS conta atualmente com 230 leitos ao todo, sendo 50 para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 150 para clínica médico-cirúrgica e 30 para pediatria.  No local, são feitas cirurgias de urgência, como as de trauma, abdômen agudo e neurocirurgia, e também eletivas, como a de vesícula, hérnia e apendicite. 

Os pacientes são atendidos dentro do tempo estipulado de acordo com suas classificações de risco. Alguns dos exames realizados são tomografia computadorizada, doppler, holter, ecocardiograma, ultrassonografia, raio-x, eletrocardiograma, eletroencefalograma e ressonâncias. 

Tratamento 
Moradora do Horto Florestal, a advogada Milena Pinheiro, 39 anos, passou por tratamento no HMS após ser diagnosticada com embolia pulmonar, no início de janeiro. Ela ficou 13 dias internada no local depois de ser transferida de um hospital particular onde não havia vaga disponível. 

“Só tenho coisas boas para falar do Hospital Municipal, desde a estrutura, mas, principalmente, da equipe. Sou muito grata pelo atendimento que recebi. Os profissionais de saúde foram maravilhosos e me deram muita atenção. Como eu estava com suspeita de coronavírus e numa ala de terapia intensiva, não podia ver minha família. Mesmo assim me senti acolhida”, relatou. 

Provedor da Santa Casa, José Antônio Rodrigues Alves destaca o quanto é importante o engajamento de cada colaborador junto ao paciente para proporcionar atendimento mais humanizado. “Nos momentos de maior pressão, o hospital tem se agigantado e reafirmado o seu compromisso de encontrar as melhores soluções para que as pessoas tenham o apoio que tanto precisam”, declarou. 

Avanços 
Ao longo desses três anos, o HMS desenvolveu projetos para aproximar o cidadão a serviços de qualidade.  Uma dessas iniciativas foi a criação do aplicativo Meu HMS, que inovou a interação entre pacientes e comunidade médica com a oferta de acompanhamento à distância de consultas e exames, além de resumo do prontuário e as especialidades oferecidas no hospital, pesquisa de opinião e ao Fale Conosco. 

Além disso, o HMS também ampliou os atendimentos a pacientes portadores do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), realizando acolhimento individualizado para este público. Antes das atividades presenciais escolares serem suspensas por conta da Covid-19, o hospital, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Smed), disponibilizou duas salas onde professores especializados davam aulas a estudantes que, por questões de saúde, não tinham condições de frequentar uma unidade de ensino.


Foto: Valter Pontes | Secom / PMS