Notícias

16 SET
[Francisco recorda São João Paulo II: a criação revela o amor de Deus e precisa ser protegida]

Francisco recorda São João Paulo II: a criação revela o amor de Deus e precisa ser protegida

Para reforçar o pedido à conversão ecológica da humanidade, o Pontífice citou uma mensagem poética de João Paulo II

Redação Fé Católica
[email protected]


O Papa Francisco evidenciou na catequese desta quarta-feira (16), na tradicional Audiência Geral, o valor de duas atitudes: de contemplar e de cuidar da Casa Comum para corrigir e reequilibrar a relação da humanidade com a criação. O Pontífice chegou exortar novamente à conversão ecológica em benefício principalmente dos pobres e da terra que sofrem pelas injustiças e danos provocados pelo homem. Afinal, alertou ele, “quem vive para explorar a natureza, acaba por explorar as pessoas”.

Os povos indígenas, comentou Francisco, com quem temos "uma dívida de gratidão", têm muito a nos ensinar; com o seu modo de cuidar da terra inspirado nos valores naturais e culturais, contribuem com uma revolução pacífica, a revolução do cuidado em que cada pessoa reconhece a sua missão de ser guardião da Casa Comum.

A poesia de João Paulo II pelo amor à criação
Ao saudar a comunidade polonesa e enaltecer a importância de recuperar a contemplação do belo e da Casa Comum, Francisco citou João Paulo II:   

“Hoje, ao falarmos da contemplação da criação, me vêm em mente as palavras de São João Paulo II: ‘contemplo a beleza desta terra [...]. Parecem falar, com um poder excepcional, o azul do céu, o verde dos bosques e dos campos, a prata dos lagos e dos rios. [...] E tudo isso testemunha o amor do Criador, o poder vivificador do seu Espírito e a redenção feita do Filho para o homem e para o mundo’. Que essa forma de viver a relação com a criação seja para todos nós uma fonte de compromisso em favor da sua salvaguarda!”
 

Com informações do Vatican News
Foto: Reprodução | Vatican News