Notícias

06 FEV
[“É um momento de gratidão e esperança”, diz Cardeal Dom Sergio da Rocha em Missa de Apresentação dos Novos Bispos Auxiliares de Salvador]

“É um momento de gratidão e esperança”, diz Cardeal Dom Sergio da Rocha em Missa de Apresentação dos Novos Bispos Auxiliares de Salvador

Dom Valter Magno de Carvalho e Dom Dorival Souza Júnior foram acolhidos pelo clero arquidiocesano e das Igrejas de Mariana e Montes Claros, além de familiares 


Redação Fé Católica
[email protected]

A Missa de Apresentação dos Novos Bispos Auxiliares de Salvador, Dom Dorival Souza Barreto Júnior e Dom Valter Magno de Carvalho aconteceu neste sábado (6), na Catedral Metropolitana Transfiguração do Senhor (Catedral Basílica) e reuniu o clero arquidiocesano familiares dos bispos eleitos para Sede primacial, assim como autoridades da Igreja e política, como o vereador Joceval Rodrigues (Cidadania). 

A celebração foi presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz, Cardeal dom Sergio da Rocha e concelebrada pelos novos auxiliares, dom Dorival e dom Valter, pelo Arcebispo de Montes Claros (MG), dom João Justino Medeiros Silva; e por alguns bispos do Regional NE3 (BA e SE): dom João Victor, secretário geral do Regional e bispo da Diocese de Propriá (SE); dom Zanoni Demettino Castro, Arcebispo de Feira de Santana; dom Hélio Pereira, bispo da Diocese de Serrinha; dom Estevam dos Santos, bispo de Ruy Barbosa e sacerdotes e diáconos da Igreja Primacial, e das Arquidiocese de Mariana e Montes Claros. 

Durante a eucaristia, os novos bispos foram acolhidos com mensagens do clero arquidiocesano e também do Regional NE3.

Na homília, o Cardeal Dom Sergio da Rocha destacou o papel do auxiliar dentro de uma Igreja e reforçou esta missão recordando os lemas episcopais escolhidos por dom Dorival Souza: “Ite et vos” Ide também vós  (Mt 20, 7) e por dom Valter Magno: “In Verbo Tuo” (Em atenção à Tua Palavra). 

“O bispo é chamado a abraçar o Cristo crucificado. Como Pastor estar na frente para indicar o caminho; no meio para manter as ovelhas unidas e atrás para que aprendam o caminho e garantir que nenhum fique para trás”, pontuou. 

Após a liturgia eucarística, os novos auxiliares expressaram através de mensagens a alegria de estar na nova sede primacial.

Comunhão entre irmãos

Em entrevista ao Fé Católica, o Cardeal afirmou que este é um momento de gratidão e esperança. “De gratidão a Deus, aos novos bispos e gratidão ao povo. E de esperança de que a Igreja possa crescer na sua missão atendendo melhor todas as situações que estão presentes na nossa arquidiocese”, ressaltou.

Para Dom Vitor Agnaldo de Menezes, Secretário Geral do Regional NE3 e bispo de Propriá (SE) os novos bispos chegam para somar não só com Salvador, mas com todo regional. “É uma alegria acolhê-los”, admitiu.   

Arcebispo de Feira de Santana (BA), dom Zanoni Demettino partilha do sentimento de felicidade com a presença de dom Valter Magno e dom Dorival Souza. “É um momento que mostra a Igreja viva”, crê, 

Bispo Auxiliar de Salvador entre os anos de 2014 e 2020, Dom Estevam dos Santos Silva Filho, atual Bispo de Ruy Barbosa (BA), lembra que foi muito feliz no período que esteve na Sede Primacial e acredita que o gesto de acolhimento se repetirá com os novos Auxiliares. “Que Deus abençoe esses novos pastores que chegam para somar a Dom Sergio. Que bom saber que o senhor prometeu e cumpri. Prometeu pastores segundo seu coração, e agora as ovelhas estão recebendo essa promessa do Senhor”, pontua. 


Assim como dom Estevam, Dom Hélio Pereira dos Santos também esteve como Auxiliar em Salvador, durante 4 anos, atualmente ele é o  Bispo da Diocese de Serrinha (BA). “É uma alegria participar deste momento. Somos do mesmo Regional então é um gesto de comunhão está na acolhida”, relata.