Notícias

22 FEV
[Dom Laurindo Guizzardi falece aos 86 anos ]

Dom Laurindo Guizzardi falece aos 86 anos

Dom Laurindo lutava contra um câncer

 

Redação Fé Católica
[email protected]

O bispo emérito da diocese de Foz do Iguaçu (PR), dom Laurindo Guizzardi, faleceu na manhã desta segunda-feira, 22 de fevereiro, aos 86 anos. Dom Laurindo lutava contra um câncer. O corpo será velado na nave Central da Catedral Nossa Senhora de Guadalupe, em Foz do Iguaçu. Devido ao decreto municipal, a capacidade da igreja será limitada a 30% da lotação.

A Diocese de Foz do Iguaçu divulgou uma Nota de falecimento. Confira abaixo: 

É com imensa tristeza que comunicamos o falecimento do Bispo Emérito, da Diocese de Foz do Iguaçu, Dom Laurindo Guizzardi, na manhã desta segunda feira, dia 22 de fevereiro de 2021, que vinha lutando contra um câncer.  Dom Laurindo prestou relevantes e frutuosos serviços à nossa Diocese, levando seu ministério com muito zelo pelo anúncio da Boa Nova de Cristo.

Dom Laurindo chegou à Foz do Iguaçu no dia 1º de março de 2002 para pastorear a Diocese, missão que exerceu até o dia 20 de outubro de 2010. Aprendeu a amar a cidade e o povo dessa região e, depois da renúncia ao episcopado, disse não querer deixar a Diocese porque sempre se sentiu bem acolhido e “encontrava-se em casa” entre os iguaçuenses.

Natural de Nova Bassano, Rio Grande do Sul, foi ordenado padre em 20 de dezembro de 1959. No dia 18 de abril de 1982 foi ordenado bispo para a Diocese de Bagé, RS. Assumiu a Diocese de Foz do Iguaçu no dia 1º de março de 2002, dando continuidade ao trabalho de Dom Olívio Aurélio Fazza. Em nossa Diocese, criou cinco paróquias: Bom Jesus do Migrante, Nossa Senhora de Fátima, Menino Jesus, Nossa Senhora da Saúde, na cidade de Foz, e Nossa Senhora de Fátima em Serranópolis. Para dar sequência ao projeto de construção da nova Catedral, criou em 2007 a paróquia de Nossa Senhora de Guadalupe.

No dia 20 de outubro de 2010, o Papa Bento XVI aceitou seu pedido de renúncia, por limite de idade, ao governo da Diocese de Foz do Iguaçu.

Nestes oito anos conduzindo o Povo de Deus da Diocese de Foz, Dom Laurindo sempre esteve junto ao seu clero sendo como um “Pai e Pastor”.

Agradecemos a todos pelas orações e preces pelo nosso Bispo emérito nestes dias em que esteve entregue à vontade de Deus, tendo sido chamado por Ele à eternidade. Da mesma forma, agradecemos à família de Dom Laurindo por ter confiado a sua vida e vocação à Igreja do Senhor.

O corpo de nosso Pastor Diocesano será velado na nave Central da Catedral Nossa Senhora de Guadalupe (obra). Devido o decreto municipal, está permitindo somente 30% da capacidade da igreja. Pedimos a compreensão de todos que queiram se despedir de Dom Laurindo que respeite as normas municipais e de saúde, não permanecendo por muito tempo no local, dando oportunidade a todos que queiram prestar sua singela homenagem.

Foz do Iguaçu 22 de fevereiro 2021.

 

Dom Laurindo, bispo Scalabriniano
Nascido em 7 de julho de 1934, em Nova Bassano (RS), dom Laurindo era religioso da Congregação dos Missionários de São Carlos, também conhecidos como Scalabrinianos ou Carlistas. Fez sua profissão religiosa em 11 de fevereiro de 1953. Estudou Filosofia e Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma. Sua ordenação presbiteral foi em 20 de dezembro de 1959, em Roma, na Itália.

Antes do episcopado, atuou como professor, vice-reitor e reitor do Seminário Menor de Guaporé (RS), conselheiro provincial (1969-1972); superior provincial da Província do Sul (1973-1974); vigário geral e 1º conselheiro geral da Congregação dos Missionários de S. Carlos (1975-1980); e reitor do Seminário Interprovincial Carlista de Curitiba-PR (1981).

Em 10 de fevereiro de 1982, foi nomeado bispo de Bagé (RS). A ordenação foi em 18 de abril daquele ano, em Nova Bassano (RS). Escolheu como lema Omnia propter electos (Tudo pelos eleitos). Neste primeiro período como bispo, também foi consultor da Pontifícia Comissão para a Pastoral das Migrações e, a partir de 1995, atuou também como membro do Serviço Pastoral dos Migrantes e encarregado da Pastoral dos Brasileiros no Exterior. Em 2001, foi nomeado bispo de Foz do Iguaçu, missão que exerceu até o dia 20 de outubro de 2010. No dia 20 de outubro de 2010, o Papa Bento XVI aceitou seu pedido de renúncia, por limite de idade.

Com informações e foto da CNBB