Notícias

13 MAI
[Arquidiocese de Goiana: Formação Permanente de Presbíteros]

Arquidiocese de Goiana: Formação Permanente de Presbíteros

A evangelização pelas redes sociais e os desafios da realidade on-life

 

Redação Fé Católica

[email protected]

Nos dias 10 e 11, no auditório São Paulo VI, na Cidade da Comunhão, foi realizada a Formação Permanente de Presbíteros da Arquidiocese de Goiânia. O tema escolhido foi “Evangelizar pelos meios de comunicação e redes sociais: desafios e perspectivas”. A assessoria foi da Dra. Aline Amaro da Silva, jornalista, professora, pesquisadora da PUC Minas e doutora em Teologia. Devido ao tema, excepcionalmente, a formação contou também com a presença de diáconos transitórios e da equipe do Vicariato para Comunicação.

O encontro iniciou com a oração das Laudes, o arcebispo Dom João Justino proferiu as primeiras palavras, dando boas-vindas e fazendo pequena introdução da importância e da pertinência da reflexão proposta acerca da comunicação. Logo em seguida, o padre Carlos Gomes, coordenador do Clero, explicou a dinâmica da formação e agradeceu a presença de todos.

Dentro da temática, a doutora Aline propôs linhas para o estudo, as quais destacamos para traçar um panorama do que norteou as reflexões nestes dois dias de formação: “Metanoia digital: por uma conversão pastoral em tempos digitais”; “Igreja sinodal em saída: o desafio de se conectar e caminhar juntos”; “Com quem compartilhar: gerações digitais”; “Evangelização na era digital: desafios e perspectivas” e “Comunicação on-life: o que, quando, como, e para que compartilhar”.

Outra abordagem destacada foi a realidade dos influenciadores e evangelizadores digitais. Segundo a pesquisadora, um fenômeno bem brasileiro que tem “um impacto importante na eclesiologia, na forma de ver, pensar e perceber a Igreja como um todo, pois cada sacerdote representa essa Igreja, comunica essa fé”. Ela acredita também que essa realidade pode, sim, trazer bons frutos para a evangelização a partir do discernimento e da responsabilidade.

A professora Aline, durante toda a formação, ressaltou a vasta literatura da Igreja dedicada à comunicação, mencionando os papas que sempre tiveram a preocupação acerca do tema, com o exemplo, atualmente, do papa Francisco, que fala diretamente sobre a comunicação: “os mass media podem ajudar a sentir-nos mais próximos uns dos outros; a fazer-nos perceber um renovado sentido de unidade da família humana, que impele à solidariedade e a um compromisso sério para uma vida mais digna. (…) Particularmente, a internet pode oferecer maiores possibilidades de encontro e de solidariedade entre todos; e isto é uma coisa boa, é um dom de Deus. Mas é necessário verificar, continuamente, que as formas atuais de comunicação nos orientem efetivamente para o encontro generoso, a busca sincera da verdade íntegra, o serviço, a aproximação dos últimos e o compromisso de construir o bem comum. Ao mesmo tempo, não podemos aceitar um mundo digital projetado para explorar as nossas fraquezas e tirar fora o pior das pessoas” (Fratelli Tutti, 205)

O coordenador do Clero, padre Carlos Gomes, acredita que o encontro superou as expectativas e que a presença do arcebispo, em tempo integral, foi importante como um grande incentivo para os padres. Segundo ele, o tema atual, explanado com muita competência pela assessoria, é fundamental para os padres, “não podemos esquecer que não falamos por nós mesmos, falamos em nome da Igreja, e isso requer cuidado, preparação e formação”.

O padre Carlos considera que três pontos merecem destaque: a preocupação e a proximidade de Dom João Justino com a formação do Clero, a visão de comunicação ampla do arcebispo e a oportunidade e boa convivência dos padres nos dias de formação.

O primeiro dia encerrou-se na Igreja Santíssimo Sacramento com Celebração Eucarística presidida por Dom João, que em sua homilia ressaltou que a Igreja é chamada a  Evangelizar diante dos desafios de cada tempo, com as realidades que cada um oferece.

Dom João destacou a participação expressiva e a interatividade ao longo do encontro e enfatizou que espera que a iniciativa tenha sido uma oportunidade de refletir a importância da presença da Igreja, por meio do Clero, “sempre na linha do discernimento daquilo que promove a comunhão à luz do Evangelho de Jesus Cristo”.

Ao final da Formação, foi realizada a reunião do Conselho Presbiteral. A próxima Formação Permanente dos Presbíteros está prevista para setembro.

 

 

Fonte: Arquidiocese de Goiana      

Foto: Arquidiocese de Goiana