Facebook Instagram WhatsApp Twitter

Fé Católica - Sempre Presente

Nossos Parceiros

Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros

Colunas

Momentos de Vida Especial

18/09/2017 às 14:09.


ANO NACIONAL MARIANO





A Igreja Católica no Brasil vive o ano convocado pela presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), estabelecido como um tempo para celebrar, fazer memória e agradecer pelos 300 anos do encontro da imagem da Padroeira do país. Iniciativa aprovada pela 54ª Assembleia Geral da CNBB, teve início no dia 12 de outubro de 2016 e segue até o dia 11 de outubro de 2017.


 


O Papa Francisco autorizou a concessão de indulgência plenária aos fiéis, conforme indicações apresentadas pela Penitenciária Apostólica. Para alcançar a indulgência plenária, é preciso cumprir com as condições habituais, que são a confissão sacramental, a comunhão eucarística e a oração na intenção do Santo Padre.


 


Além disso, documento enviado pela Penitenciária Apostólica explica que poderão obter a indulgência os fiéis que “verdadeiramente penitentes e impulsionados pela caridade, se em forma de peregrinação visitarem a Basílica de Aparecida ou qualquer Igreja paroquial do Brasil, dedicada a Nossa Senhora Aparecida”.


 


No tempo jubilar acontece várias celebrações sagradas e peregrinações em honra da celeste Padroeira do Brasil não só na Basílica Nacional Santuário de Aparecida, mas também em todas as igrejas paroquiais dedicadas em honra dela”, para que cresça nos fiéis “piedoso afeto para com a ‘Virgem Aparecida’ e assim se tornem mais fortes nos veneradores dela a fé, a esperança e a caridade, e eles próprios, refeitos pelos sacramentos, sejam mais e mais estimulados a conformarem a vida ao Evangelho”.


 


O Brasil é considerado o maior país católico do mundo. Estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas em 2013, apontam que há mais de 123 milhões brasileiros seguidores desta religião, número que representa mais de 60% da população. Entre os santos do catolicismo, se destaca Nossa Senhora Aparecida, que tem seu dia celebrado , em 12 de outubro.


 


A história da Nossa Senhora de Conceição Aparecida, padroeira do Brasil, começou em 1717, quando três pescadores lançaram suas redes no Rio Paraíba do Sul, no interior de São Paulo. A época não estava boa para pesca, até que na rede apareceu, separadamente, a cabeça e o corpo da estátua de Imaculada da Conceição, mãe de Jesus.


 


A partir daí,  peixes surgiram em abundância. Este é tido como o primeiro milagre da Padroeira. Em seguida, o povo nomeou a imagem como Aparecida para indicar as circunstâncias misteriosas de seu achado.









No  ano do centenário das Aparições de Fátima, o Santuário Mariano de Portugal segue com o Ano Jubilar iniciado no dia 27 de novembro de 2016 que segue até o dia 26 de novembro de 2017. A fim de celebrar o centésimo aniversário das Aparições de Fátima, por mandato do Papa Francisco é concedido, com a inerente indulgência plenária. E para obter a indulgência plenária, os fiéis, verdadeiramente penitentes e animados de caridade, devem cumprir ritualmente as seguintes condições: confissão sacramental, comunhão eucarística e oração pelas intenções do Santo Padre.


 


Em maio de 1917, o Papa Bento  XV, em meio a Primeira Guerra Mundial, convocou todos os católicos para se unirem em oração e pedirem a Nossa Senhora que intercedesse na guerra e trouxesse paz para aquele momento. E foi a partir daí que começou a história de Nossa Senhora de Fátima.


 


Oito dias após a convocação do Papa, em resposta as orações, Nossa Senhora de Fátima fez sua primeira aparição em 13 de maio de 1917 na pequena aldeia de Fátima em Portugal. Em um local chamado “Cova de Iria”, ela apareceu para três pequenos pastorinhos: Lúcia, Francisco e Jacinta.


 


Por volta de meio-dia eles brincavam pelo campo enquanto cuidavam de um pequeno rebanho quando pararam para rezar o terço, como já era de costume. Queriam voltar logo para a brincadeira e por isso rezaram à moda deles e rapidamente voltaram para o campo e foi quando viram um clarão bem similar ao de relâmpagos.


 


Acharam que ia chover e por isso se recolheram para ir embora e foi quando viram um segundo clarão em cima da copa de uma árvore (chamada azinheira) e em seguida viram Nossa Senhora de Fátima. Assustados, quiseram correr, mas Nossa Senhora logo os tranquilizou e pedindo que não tivessem medo, pois ela vinha do Céu.


 


Segundo relato dos próprios pastorinhos, a visão era de uma “Senhora mais brilhante que o Sol”, e em suas mãos pendia um Rosário. Serena e tranquila disse às crianças:


 


“Vim para pedir que venhais aqui seis meses seguidos, sempre no dia 13, a esta mesma hora. Depois vos direi quem sou e o que quero. Em seguida, voltarei aqui ainda uma sétima vez.” As aparições aconteceram sete meses seguintes conforme o prometido.


 


Antes de ir embora, Nossa Senhora de Fátima ainda ressaltou: “Rezem o Terço todos os dias, para alcançarem a paz para o mundo, e o fim da guerra.” E foi também nessa última aparição que Nossa Senhora de Fátima revelou ser a “Senhora do Rosário” e pediu que ali fosse construída uma capela em sua homenagem.


 


Na terceira aparição de Nossa Senhora de Fátima foi revelado a Lúcia um Segredo constituído por três partes que seriam reveladas posteriormente nas demais aparições. São eles, nas próprias palavras de Lúcia: A visão do Inferno, Devoção ao Imaculado Coração de Maria e a última revelação do Segredo.








2017 - ANO MARIANO


 


O Ano Nacional  Mariano foi proclamado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB - em comemoração aos 300 anos do encontro  da imagem de Nossa Senhora Aparecida, nas Águas do Rio Paraíba do Sul. É um ano para celebrar, para comemorar, para louvar a Deus, mas também para reaprender com Nossa Senhora como seguir Jesus Cristo, como ser cristão hoje.


Em carta enviada aos bispos de todo o Brasil, a presidência da CNBB considera a celebração dos 300 anos “uma grande ação de graças”. Ano Mariano convida os brasileiros a voltarem o coração para Nossa Senhora.


Esperamos que o Ano Mariano possa ser o momento de ação de graças. É um ano para celebrar, para comemorar, para louvar a Deus, mas também para reaprender com Nossa Senhora como seguir Jesus Cristo é ser um bom cristão.


Portanto, que este momento seja para a evangelização, para a missão, tendo presente o exemplo, as lições que Nossa Senhora nos deixa, mas também recorrendo com confiança a sua intercessão materna. Peçamos a Deus que a celebração deste Ano Nacional Mariano nos faça crescer ainda mais no fervor desta devoção a Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.


 


+ Itamar Vian


Arcebispo Emérito


di.vianfs@ig.com.br


 


Hoje, 18 de setembro de 2017, estamos na vigésima quarta semana do Tempo Comum. O Jornal Folha do Norte ontem completou 108 anos de circulação e hoje é aniversário da emancipação Feira de Santana – a princesa do sertão, que completa 184 anos, cidade onde vivo. Assim nós que  nascemos e amamos Feira de Santana e também para todos nós que fazemos o Jornal Folha do Norte, que atualmente circula mensalmente, sendo o mais antigo da cidade, estamos muito agradecidos por essa marca e também por deixar a população informada de notícias dos mais diversos segmentos. Portanto, o feirense tem diversos motivos para comemorar, pois, através da Folha do Norte, a história de Feira de Santana está escrita para sempre, através do dia-a-dia do seu povo e dos acontecimentos que marcaram época nos diversos segmentos, e tenho certeza que iremos continuar registrando esta história ainda por muitos anos. Todos na cidade já lerem ou ouviram falar da Folha do Norte e, em muitos eventos históricos, ela é citada, presente também em documentários e muitos trabalhos em diversos segmentos. Tudo foi noticiado aqui; grandes nomes estiveram nas páginas e continuarão a estar porque continuaremos a fazer história.


Ofereço este espaço a todos que fizeram e fazem o Jornal Folha do Norte, afinal é difícil citar nomes, já que foram muitos que passaram por aqui. Atualmente, temos uma equipe comprometida com a informação, da qual faço parte, liderada pelo nosso editor-chefe Zadir Marques Porto, que dedica a sua rotina para que a Folha do Norte continue viva e integrada por Lícia Silva,  Dom Itamar Vian, André Navarro, Gilberto Navarro, Carlos Melo, Lia Santos, Adilson Cavalcanti, José Raimundo de Jesus, além dos colaboradores diversos nos segmentos da nossa cidade, que com muito empenho ajudam na caminhada semanal deste jornal e assim fazem a história da Folha do Norte. Todos estão de parabéns!


Agradeço a todos que colaboraram e colaboram com notícias para o nosso espaço durante todo ano, aos patrocinadores que são especiais, a Robson Miranda do site Fé Católica, que completou 10 anos e semanalmente divulga a coluna e a leva através da internet ao mundo.


Há anos, desde criança, acompanho o Jornal Folha do Norte como leitor e pelo décimo terceiro como colaborador. Continuo aprendendo com esta equipe que, como as outras, enfrenta problemas e supera os desafios. Momento de Vida, nesta edição, mais uma vez será um caderno de religião, no Ano Nacional Mariano, instituído pelo Papa Francisco e vivenciado os trezentos anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Na capa, as imagens da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora de Fátima, que completou 100 anos das aparições, em Portugal.


Também no caderno um artigo do arcebispo emérito Dom Itamar Vian, Natividade de Nossa Senhora, a festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, a Faculdade Arquidiocesana de Feira de Santana, Dom Itamar homenageado na 10ª Feira do livro, História de Vida : Viver é uma escolha...Profa. Enedite Braz, Site Fé Católica – 10 anos, C.J.C. – Rumo aos 40 anos e 36º TOA.


Obrigado aos parceiros que disseram Sim para que o nosso caderno acontecesse mais uma vez, apesar das muitas dificuldades. Acompanhe o nosso espaço e conheça cada vez mais a nossa arquidiocese, através dos seus acontecimentos.


Termino parabenizando você, leitor, que a cada  mês espera o jornal e acompanha através das notícias, torcendo pela nossa equipe. Continuaremos precisando de você que faz parte da nossa história. Sem você, não teria sentido a existência do jornal.


Agradeço aos meus pais Mário (in memoriam) e Miracy, por me levarem para a igreja. Aos meus irmãos Antonio Mário, Ana Lúcia e Dayanna Christina, meus sobrinhos Thiago José, Thaís Maria e Maria Rita, meus cunhados Rita de Cássia, Everaldo e João Sérgio, pelo exemplo de família e pela participação na vida religiosa através da CJC/TOA e participação nos momentos da igreja. Aos demais familiares, compadres, afilhados, amigos e colegas: é bom contar sempre com vocês. Registro também a CJC/TOA, CEEP em Saúde do Centro Baiano, EAEFS – Centro de Educação Tecnológico e Fé Católica.


A vida são os momentos que vivemos... Estejamos preparados para enfrentá-los, seguindo em frente, superando os altos e baixos, conquistas e derrotas, alegrias e decepções. Se conseguirmos vencer, é porque a Santíssima Trindade nos fortalece diariamente e a Família de Nazaré – Jesus, Maria e José nos mostram os caminhos a seguir.


Obrigado, Senhor, por tudo que conquistei e sei que Tu me reservas grandes momentos para manifestar o seu amor aos irmãos, além das novas conquistas. Cresço com tudo que me permites realizar, e apesar de alguns momentos de queda sei que após cada uma delas, me permites levantar e seguir em frente, pois a esperança, para mim, sempre vem de Ti, afinal és Tu que nos mostras os caminhos a seguir. Que eu sempre escolha os que me façam crescer. Que a leitura da Tua Palavra, através da Bíblia Sagrada e a Oração continuem me sustentando sempre.


Valeu por mais esta etapa! Estou feliz por fazer parte da história dos 108 anos do Jornal Folha do Norte.


 


NATIVIDADE DE NOSSA SENHORA


Lembraremos no último dia 08, da devoção à Imaculada Menina que através do saudoso Monsenhor Jessé Torres, há 19 anos atrás, chegou à nossa cidade, a imagem, que se encontra na Catedral Metropolitana de Senhora Santana e esta devoção vem se espalhando por toda arquidiocese, através de alguns devotos. Em vida ele preparava a festa da Natividade de Nossa Senhora, na Catedral de Santana, com muito amor, com direito a “Parabéns pra você” e bolo. Lembro com carinho dos momentos vividos durante as preparações e realizações deste momento de devoção.


No dia 08, celebramos a Natividade de Nossa Senhora, festa introduzida na Igreja, no século VII, pelo Papa Sérgio I e que está estreitamente ligada à vinda do Messias, como promessa, preparação e fruto da salvação. Venerando Nossa Senhora, que, com seu sim, colaborou mais diretamente para a vinda do Salvador, Jesus, relembramos a importância da sua presença em nossa fé.


A devoção à Imaculada Menina vem sendo difundida através da Congregação das Escravas da Imaculada Menina. Ela teve origem no Convento de São José da Graça, na capital mexicana, em 6 de janeiro de 1840  e aconteceu quando a Sor Magdalena, da comunidade de monjas Concepcionistas, estava orando em frente ao presépio de Belém, adorando o Menino Jesus, teve a seguinte inspiração: porque não celebravam com cânticos de alegria o nascimento de Maria como se faz com o Menino Jesus? Estando com este pensamento veio à sua imagem Maria Menina sobre nuvens; era recém-nascida, deitadinha e vestida como uma rainha e lhe disse: “Concederei todas as graças às pessoas que me pedirem e me honrarem na minha infância, pois é uma devoção muito esquecida”.


Diante do fato, ficou profundamente impressionada, comunicou à Abadessa Madre Guadalupe e lhe pediu para fazer uma imagem, que só depois de sinais e com muita insistência conseguiu. Assim, foi esculpida uma linda imagem, semelhante ao tamanho de uma criança recém-nascida, foi abençoada e propagada, no início com o povo do México. A devoção Infância de Maria foiaprovada pelo Papa Gregório XVI, que a enriqueceu com indulgências. Sendo o fato um marco para o surgimento de novenas, orações e tríduos. Em 1859, ela morre e antes pede à Madre Guadalupe para dar prosseguimento à devoção, o que não aconteceu, pois a madre não gostou da imagem que mandou fazer.


Com Maria do Rosário Arrevilaga, começa a difusão da devoção, pois desde pequena, aos 3 anos de idade aprendeu a rezar o rosário. Só conheceu as Irmãs Concepcionistas, aos 19 anos, ocasião na qual também conheceu a imagem de Maria Menina e ficou apaixonada. Muitos fatos acontecem e grandes milagres se realizam por sua intercessão. Ela abriu orfanatos para crianças de rua e órfãos. Anos depois, construiu o Santuário com esmolas e donativos e, junto com o Pe. José Federico Salvador, fundou a Congregação das Escravas da Imaculada Menina, que levaria para o mundo o amor e a devoção a Maria Menina, realizando aquilo que foi inspirado pelo Espírito Santo. Até hoje, muitas graças têm sido alcançadas de Deus, por sua intercessão, no mistério da sua infância, entre tantas outras: filhos para casais que não podiam procriar; saúde para crianças e adultos desenganados pelos médicos; ajuda a sacerdotes em momentos difíceis.





FESTA DE NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO


 


Tema: “Eis aí a tua Mãe” (Jo 19,27)  


 


Subtema “A presença de Nossa Senhora na missão da Igreja”.


 


Anúncio : 06/08


 


A carreata de anúncio da festa, foi um sucesso. Centenas de pessoas saudaram a todos os fiéis que percorreram as comunidades pertencentes á Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.


 


Novenário : 11 a 19/08


 


1ª noite:  Com o subtema: “A messe é grande, mas os operários são poucos” (Mt 9,37), O Pe. Pedro Junior, fez a homilia elogiando o tema que segundo ele foi muito pertinente porque agosto é o mês das vocações  e começando a novena discorrendo dessa realidade foi uma honra. “Todos nós somos chamados por Deus como batizados católicos que somos ao longo da vida. Quando Deus nos chama pra algo esse algo é amar.


2ª noite : O Arcebispo Metropolitano Emérito Dom Itamar Vian,  falou sobre o subtema era: “Mulher; eis aí o teu filho” (Jo 19,26). Dom Itamar saudou a todos e se mostrou feliz por estar mais uma vez na Igreja de Perpétuo Socorro. Ele perguntou; quem é essa Mulher? Se referindo a Maria mãe de Deus e da humanidade e afirmou que os presentes estavam fazendo história para ser contada a toda família devido á relevância do tema.


 


3ª noite: O Pe. Gerson Figueiredo (Paróquia Cristo Redentor - Jomafa), discorreu sobre o subtema: “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2,5), com três perspectivas: missionária, ano mariano e vocacional.


A primeira é cumprir a missão e entender que, quando Maria diz: “Fazei o que Ele vos disser”, ela deixa sua herança pra toda a humanidade. A segunda é a missão, que inerente a Igreja no Brasil que está celebrado 300 anos de Aparecida, significa caminhar numa igreja missionária na sua perfeição, e a terceira é a do mês vocacional onde o grande chamado de Deus é realizar o seu “Ide, e ensinai (Mt 28)”.


 


4ª noite: A missa com o subtema: “Ide pelo mundo inteiro e pregai o Evangelho a todos” Mt 16,15),foi celebrada pelo Pe. Aristóteles da Silva (Vigário da forania l) , que disse;  “nós somos filhos do mesmo pai a mesma mãe e edificados pela grandeza do nosso Deus, por isso devemos viver em harmonia uns com os outros. “Jesus disse à Sua mãe,” “Mulher, eis aí o teu filho”.Padre Aristóteles perguntou: porque mataram Jesus na cruz? O que ele fez? Ele veio ao mundo com a convicção  de salvar a humanidade. O tema de hoje nos impulsiona ao anuncio do Evangelho. Nós devemos sair de casa em casa comunicando Jesus”, completou. A missa contou com as participações dos padres Gilvan Brito representando o Seminário Maior e Arivaldo Aragão, pároco da Catedral de Santana.


 


5ª noite: O subtema de hoje: “E Maria a mãe de Jesus estava junto com eles” (At 1,14), lembra Nossa Senhora no Cenáculo com os apóstolos suplicando a presença de Deus. Maria é mulher plena de graça que se tornou mãe e primeira discípula de Jesus. Ela evoca o Espírito Santo preparando os discípulos para receberem o dono do alto, disse o celebrante da noite Pe. João Falcão-Vigário Forâneo e pároco de Santa Barbara.


6ª noite:  O Pe. Edson Porcino - Vigário da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, na cidade de Anguera fez sua reflexão através do subtema: “E eu fiz de vocês luz para as nações” At 13,47, lembrando que a humanidade transfigura na luz de Cristo, por causa do batismo e deve sempre pedir a Deus a graça de ser luz. O desafio da caminhada é parecido com a proposta de Lucas que era de animar as comunidades.


 


7 ª noite: Monsenhor Luis Rodrigues - Pároco da Igreja Senhor dos Passos. Em relação ao subtema: “Estarei com vocês até o fim” (Mt 28,25), ele perguntou; Quem foi Josué? Respondendo em seguida: foi aquele que conseguiu a graça de Deus para atravessar o mar vermelho libertando o povo das garras do faraó. “Estamos na igreja pra nos fortalecer em Deus. Ele nos deixou aos cuidados da sua mãe, por isso somos filhos de Deus e de Maria.


 


8ª noite:  O Subtema: “Eis a Serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1,38), ficou para o Pe. Leandro Chequela - Missionário da Consolata e Vigário da Paróquia Santíssima Trindade – Feira x , que disse: Caminhamos pra fazermos a vontade de Deus, uma missão para as famílias. É preciso que exista igualdade entre o homem a mulher e Deus. Lembram da aliança de amor de Maria? “As famílias estão perdendo o norte. Aquele compromisso que cada casal faz deixando seus pais para formar uma família, precisa ser pactuado.


 


9ª noite:  Uma Igreja animada e bonita! Foi assim que Pe. Wilson Andrade descreveu ao pisar no santuário de Perpetuo Socorro. O subtema: “Eis-me aqui, envia-me a mim” (Is 6,8), foi tirado do livro do profeta Isaías.  Devia ser uma dor terrível a que sentiu Isaías quando o anjo de Deus tocou os seus lábios com a brasa viva e incandescente, tirada do altar de DEUS QUE É UM FOGO CONSUMIDOR (Isaías 6:6-7; Hebreus 12:29).  


O grande dia – 20/08


Com a Igreja super lotada, reflexo do excelente trabalho feito pelo Pe. Jorge Ribeiro e sua equipe ao longo de todo novenário, o Arcebispo Dom Zanoni Demettino Castro, celebrou a missa solene de encerramento dos festejos de Perpetuo Socorro. “A festa é o momento alto na celebração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida e o Ano Mariano. Uma oportunidade rica de seguir os passos de Jesus, um tempo forte de evangelização”, mencionou. Em momentos difíceis que vivemos temos que ter postura e mirarmos na atitude de Maria, com um sonho de uma nova realidade em que os pobres sejam elevados. “elevam-se os humildes e derrubem os poderosos dos seus tronos”.


 


Procissão


 


O encerramento da festa movimentou o bairro do Tomba. Centenas de pessoas acompanharam a procissão em gloria a Perpétuo Socorro. O cortejo seguiu carregado de muita fé e devoção, e em todo o trajeto foram realizados cânticos, louvor e orações, atraindo devotos e curiosos.


 


Emoção


 


O Diácono Adriano Santos que participou de todas as noites do novenário disse que a missão foi cumprida e o tema da festa significou muito para ele e as pessoas que compareceram intensamente na igreja e lá receberam as bênçãos de Nossa Senhora. “Mesmo com anos e anos de conhecimento nos eventos da paróquia, ainda me emociono com tamanha experiência principalmente se tratando das coisas de Deus”.


 


Pe. Jorge Ribeiro


 


“O nosso novenário foi maravilho! Pela manhã a igreja cheia a tarde nosso arcebispo celebrando e a noite uma procissão com quase duas horas de caminhada. “Fazei tudo que ele vos disser” (Jo 2,5), e valeu muito. Conjugamos nossas celebrações em duas realidades: os 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida com seu legado de avançarmos na missão das águas mais profundas e as Missões Populares olhando pra Maria discípula de Jesus e fiel”, sintetizou o Pároco da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Jorge Ribeiro. “Durante esses dias de festa muitos fiéis perceberam o sentido de louvar a Deus. É um agradecimento especial por tudo o que temos e somos. Educa-nos para a vida de comunidade e torna-nos irmãos e irmãs de todos”, exaltou.


Sem todos que participaram direta ou indiretamente nada disso seria possível. Estamos na Fé em Deus por que a fé não costuma falhar. Com a devoção de Maria Santíssima continuemos a nossa missão.









Texto :  Jornal A voz da Evangelização – PASCOM da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro


 


FACULDADE CATÓLICA DE FEIRA DE SANTANA


 


É referência na área educacional superior, fundada em 2004, recebendo alunos de várias cidades. Na instituição são ministrados os cursos de Bacharelado em Teologia, Licenciatura em Filosofia e Bacharelado em Administração, todos os cursos autorizados pelo  MEC – Ministério da Educação e Cultura, antes os cursos eram só reconhecidos pela Igreja Católica.


O diretor da Faculdade Católica, o Pe. João Eudes Rocha disse que a proposta é de unir fé e razão em busca da verdade com os cursos de graduação e pós-graduação Lato Sensu em nível de especialização nas áreas de Administração, Teologia e Filosofia.


E acrescentou : Os cursos de especilalização tem o objetivo de preparar o profissional para atuar no mercado de trabalho, de forma alinhada com os recentes desenvolvimentos científicos e tecnológicos, na modalidade presencial, com duração de  18 meses( 15 meses para as disciplinas + 3 meses para orientação e produção do TCC) , acontecem quinzenalmente, aos sábados ( manhã e tarde) e  são oferecidos os cursos : Educação Inclusiva com ênfase na Deficiência Intelectual, Docência do Ensino Superior, Cultura Teológica: Fé e Razão e Filosofia Contemporânea e outra forma de ingressar na instituição é através do ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio.


Vale ressaltar que ao longo da sua existência de caminhada eclesial, na nossa arquidiocese sempre houve uma preocupação com a formação dos sacerdotes, bem como de todo o povo de Deus. Já no governo de Dom Jackson, foram criados centros de pastoral para a formação do laicato. Com Dom Silvério, incrementou-se a obra pelas vocações, contribuindo decisivamente para a formação de um clero nativo. Com ele ganhou fôlego a idéia de trazer a formação para Feira de Santana. Esta idéia foi assumida e levada adiante por Dom Itamar, que recebeu o apoio dos bispos da Província Eclesiástica, da Nunciatura e do Santo Padre e o nosso arcebispo Dom Zanoni Demettino Castro continua investindo no projeto.


Parabéns a Arquidiocese de Feira de Santana pela colaboração na educação superior com a Faculdade Católica de Feira de Santana.


Muitos eventos são realizados na FAFS e nesse Ano Mariano foi realizado lá no mês de maio, o Seminário de Mariologia com grande participação.


 


DOM ITAMAR VIAN SERÁ HOMENAGEADO NA 10ª FEIRA DO  LIVRO


 


Na 10ª edição da Feira do Livro o nosso Arcebispo Emérito Dom Itamar Vian, que lançou recentemente o livro “Pensando Bem”, em parceria com Frei Aldo Colombo, publicado por Paulinas Editora, será homenageado tendo seu nome na Alameda, que é o espaço dos expositores. Acontecerá no período de 26 de setembro a 01 de outubro de 2017 na Praça João Barbosa de Carvalho (Praça do Fórum).


A Feira do Livro - Festival Literário e Cultural de Feira de Santana completará 10 anos e já se consolidou como um evento importante para reunião de pessoas em torno da leitura, da arte, da cultura e do entretenimento e vem se constituindo como uma ação sociocultural que visa potencializar a formação do leitor de todas as idades, sem fronteiras, num encontro amplo, para além das palavras.


Segundo Eliana Mota, coordenadora do evento : “a expectativa dos organizadores deste projeto é que a cada ano se estimule a convivência bem mais intensa com os livros e com as artes em geral. E assim, contribuir para a efetivação e a qualificação de um público leitor cada vez maior em Feira de Santana e regiões circunvizinhas e a previsão de visitantes esse ano é de 75 mil pessoas”.


Aproveito a oportunidade para parabenizar a comissão do evento por homenagear o nosso arcebispo emérito Dom Itamar Vian, um dos idealizadores da Feira, que tem a nossa arquidiocese como uma das organizadoras do evento.


Eu participo desde a primeira edição como equipe de coordenação representando a antiga Direc 02 e atualmente como voluntário.





HISTÓRIA DE VIDA


 


Viver é uma escolha


 


Mais um 16 de setembro...


 


A cada ano que passa, posso experimentar o Amor de Deus de modo mais intenso. Ao nascer, deu-me como pais pessoas muito especiais: João Braz e Liberina; cresci reclamando bastante por ser filha única, pois desejava ter muitos irmãos; como esses irmãos não chegavam, eu, aos sete anos, falei a Nossa Senhora que queria ser professora, casar e ter muitos filhos. Mas Deus não desampara ninguém e me presenteou com um irmão/filho – Liberato, que, aos 4 anos de idade, entrou na minha vida para ficar. Um lindo presente do Senhor, companheiro de todas as horas.


Tive 4 filhos que frutificaram e me deram 10 netos e duas bisnetas lindas: Maria Luiza e Isabela, mas logo, logo, chegarão Maria Fernanda e Rafael.


Como é linda a nossa família! Como é linda a família que Deus me deu. Você que está lendo talvez esteja pensando: família sem problemas? Não. Aí é que está a beleza da família: romper as dificuldades, derrubar as muralhas e não se deixar envolver por elas. Para isso, é necessário, a cada dia, revestir-se da armadura de Deus a fim de desviar as flechadas inimigas.


E hoje posso dizer: cheguei até aqui porque o meu refúgio, o meu abrigo sempre foi Deus! E como eu sinto a brisa suave e mansa da sua presença colocando em ordem a minha vida.


A vida continua... às vezes penso: será que vou experimentar as belezas do amanhã?


O galo canta, o sino da igrejinha toca, anunciando um novo dia!


Você que é ágil na matemática, conta aí de 1942 até 2017 – quantos “amanheceres” surgiram?


Pois é, os 75 estão chegando; mas a velhice ainda não. O meu espírito é jovem. Tenho algumas limitações, mas também muita vontade de viver  para não deixar a obra prima de Deus inacabada. EU. KKKKKKKK.


Minha família é linda; meus amigos são anjos que Deus colocou ao meu redor, além deles Deus me presenteou com as crianças e adolescentes da Escola João Paulo I. Não sei como explicar a qualidade e a quantidade de afeto que recebo… Às vezes penso que as coisas se inverteram – elas são as idosas e eu sou a criança.


Muitos já cresceram e já tem cabelos brancos – não é o meu caso – RSRSRSRSRS; mas quando nos encontramos nos bancos, supermercados, repartições, restaurantes, eles se tornam crianças de novo porque o amor não envelhece. “Olha para mim/diga quem sou/ sou Enedite da João Paulo sim , senhor”.


Enedite Braz


 


Setembro/2017


 


C.J.C. DE SANTANA RUMO AOS 40 ANOS


 


A C.J.C.- Comunidade de Jovens Cristãos de Santana , no próximo dia 21 de abril de 2018, celebrará os 40 anos de fundação, na Arquidiocese de Feira de Santana e preparam uma grande programação, envolvendo os que fizeram história na nossa caminhada de evangelização.


Entre os nossos objetivos, está anunciar a palavra de Deus e denunciar toda forma de opressão, engajar os jovens na caminhada da Igreja, motivando-os a participar das atividades; ajudá-los nos questionamentos em busca do crescimento pessoal; resistir e lutar pela libertação através da união e do amor, vivenciando o lema que caracteriza a família C.J.C.- “Unir para testemunhar”.


Desde 1978, ano da fundação, realizamos muitos trabalhos nos diversos segmentos da sociedade, como: reuniões, encontros de formação, lazer, amizade, partilha, oração (DD’S), animação em momentos de louvor, novenários, visitas a instituições de caridade e filantrópicas (asilos, orfanatos, hospitais), festivais de sorvete (em prol de pessoas necessitadas e instituições), campanhas para doação de alimentos, roupas etc,  distribuição de pães, aprofundamento bíblico e sobre temas atuais, participação na catequese, encontros e eventos de outros movimentos em diversas comunidades, ciclos de palestras, ajuda nas questões relacionadas à saúde, estudo de documentos da Igreja, círculos bíblicos, comemorações (dia das mães, do amigo, dos pais, das crianças, festas juninas, Natal, Ano Novo etc), oração do terço na praça e em casas da nossa cidade, além de participação em Feiras de Paróquia.  Algumas atividades já foram extintas, entre elas estão: realização da Feira do Cacareco, Festival da Pipoca, EMGRUP, gincanas etc.


Atualmente participamos e animamos aos domingos as celebrações eucarísticas na Catedral Metropolitana de Senhora Santana e na Capela Nossa Senhora de Lourdes. Realizamos reuniões no Colégio Pe.Ovídio, animamos celebrações em paróquias e comunidades e realizamos também o Aprofundamento do TOA.


Não sabemos ao certo quantos jovens já passaram na C.J.C., mas sabemos, através de testemunhos dos que por ela passaram, a importância dessa comunidade em suas vidas, marcando o seu existir. Como tudo na vida, alguns passaram e não captaram a mensagem, e hoje estão no mundo; outros despertaram para vocação sacerdotal, religiosa, missionária, leiga; outros já formaram família. Lembramos das vocações: dom Ruy, frei Beto, padres Ivan, Evangevaldo e irmã Bete. Formamos um misto de jovens de diversos pontos da cidade e nos unimos com o objetivo de sermos todos irmãos, ajudando-nos mutuamente.


Agradecemos a todos que direta ou indiretamente colaboraram para o crescimento do nosso trabalho e aos nossos pais que, com seu apoio, nos permitiram realizar encontros em nossas casas. Somos como “árvores” que crescem a cada dia. Alguns tentam nos “matar”; se não formos regados diariamente, com certeza morreremos. Rogamos ao Espírito Santo que possamos dar bons frutos e sermos semeadores da Palavra de Deus, com as mensagens do seu filho Jesus Cristo, que nos ajuda a caminhar constantemente apesar dos obstáculos que nos levam à incerteza. Afinal, toda árvore que produz bons frutos se vê apedrejada.


A C.J.C. é um movimento espalhado por todo o Nordeste e agora Brasil, por isso levamos sempre na nossa caminhada o mandacaru como símbolo da resistência, a cruz de malta como símbolo do cristão e a família que é a célula viva das nossas comunidades.






FÉ CATÓLICA – 10 ANOS


O site Fé Católica completou dez anos de missão, que foi comemorado, no dia 25 de julho, última noite do novenário em louvor à nossa padroeira Senhora Sant'Ana. Recordando a trajetória:


O site Fé  Católica surgiu em nossa Arquidiocese no dia 25 de Julho de 2007, realizando a cobertura da procissão de encerramento da festa da nossa padroeira Senhora Sant’Ana e show dos Cantores de Deus. Nestes 10 anos, o site mudou muito, cresceu, evoluiu e conquistou toda a cidade, alem de outras em todo Brasil e no mundo. Entre as coberturas fora do nosso estado, participamos de eventos no Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e Paraíba.


Com o objetivo de divulgar os eventos em nível de Arquidiocese, para que as pessoas tenham acesso a tudo o que se passa nos eventos em todas as paróquias da Arquidiocese, em diversas etapas como: agenda, fotos, informações, mensagens, evangelho do dia, colunas, formações e tudo mais que o nosso povo precisa saber sobre a sua Igreja.


A proposta do site surgiu da ausência de um site em Feira de Santana e, porque não dizer, no estado da Bahia, que se voltasse exclusivamente para divulgar e promover os eventos relacionados ao


povo católico. Apesar de sempre contar com a cobertura de alguns sites de eventos em Feira, era uma necessidade e um pedido do próprio povo a criação de um site voltado exclusivamente para os eventos católicos. E assim fomos pioneiros.


Enfim, chegamos aos 10 anos, com muitas novidades, e convidamos você para celebrar conosco esses 10 anos de missão, no próximo dia 25, às 20:00 n, no novenário de nossa padroeira Senhora Sant’Ana.


Parabéns a equipe: Arcebispo Emérito Dom Itamar Vian (Colunista), Everton Ramos (Fotógrafo),Edmilson Santos (Fotógrafo), Fernanda Santos (Editora e Assistente de redes sociais), Mário Leal (Colunista e fotógrafo), Rodrigo Araújo (Cinegrafista e Editor de imagens) e Robson Miranda (Diretor e Coordenador).


Que a Santíssima Trindade continue iluminando a equipe.





36º TOA – TREINAMENTO DE ORAÇÃO E AÇÃO


 


O 36ºTOA – Treinamento de Oração e Ação, acontecerá nos dias 29 e 30 de setembro e 01 de outubro. Sendo preparado com muito empenho pela equipe de trabalho, que tem à frente a equipe da CJC/TOA . A cada ano, o trabalho tem atingido jovens e adultos, de diversas  paróquias da nossa arquidiocese e outras, que buscam aprofundar a fé e o conhecimento da palavra de Deus através da Oração e Ação.


No dia 27, a Missa de Entrega, no novenário de São Francisco de Assis, na Gabriela, que recebrá a imagem de Nossa Senhora Aparecida e a CJC/TOA animará a noite.


No dia 29, a partir das 18 horas, no Centro Social Nossa Senhora de Lourdes – em frente ao Colégio Pe. Ovídio, na avenida Senhor dos Passos, acontecerá a concentração para acolhida aos toístas pela equipe,  e,  logo depois, a saída com destino ao Papagaio, onde será realizado o  36º TOA.


O tema deste ano será :  “Nossa Senhora”, em sintonia com o Ano Mariano, no qual celebramos os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, pelos pescadores, no Rio Paraíba, em São Paulo e homenagearemos também o centenário de Nossa Senhora de Fátima, que apareceu aos três pastores, Francisco, Jacinta e Lúcia. O cartaz nos diz: “ Fazei tudo o que Ele nos disser” João 2,5. Durante o TOA momentos de...Celebrações Eucarísticas, Palestras, Orações, Confissões, Louvor, Adoração e Partilha.


A Celebração Eucarística de encerramento será no dia 01 de outubro, às 17:00 horas, na capela da Imaculada Mãe de Deus -  Irmãs Clarissas, no Papagaio e será aberta a toda comunidade. Contamos com a presença dos ex-toístas, familiares e amigos neste momento de ação de graças.


Quem quiser enviar correspondências poderá deixá-las no stand do Fé Católica- Shopping das Fábricas, na av. Getúlio Vargas, próximo à Secretaria do Arcebispado, até as 12:00 horas do sábado, dia 30. Maiores informações no site www.fecatolica.com.br ou pelo telefone (75) 9131-6071.


Durante o mês de setembro, animaremos Celebrações Eucarísticas, na Catedral de Santana e Capela Nossa Senhora de Lourdes e no dia 06, a festa de Maria de Nazaré, na paróquia São Francisco de Assis.








 


Mensagem bíblica: “ Há um tempo para cada coisa, debaixo do céu e da terra ” Eclesiastes 3,1





Mário Leal Mário Leal