Facebook Instagram WhatsApp Twitter

Fé Católica - Sempre Presente

Nossos Parceiros

Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros

Colunas

Do Conflito à Comunhão

01/11/2016 às 18:11.
No próximo 31 de outubro de 2017 completarão os 500 anos da Reforma Protestante, dia em que se faz memória das 95 teses que Martinho Lutero expos sobre a porta da Igreja do castelo de Wittenberg, na Alemanha.

São cinco séculos de conflitos, de troca de acusações, de excomunhões, de guerras e divisões. Quanta dor e sofrimento. Quanta violência em nome da religião.

Hoje católicos e luteranos são chamados a um novo momento. Desafiados como cristãos a fazerem memória deste acontecimento com outros olhos, os olhos da fé em Jesus Cristo, que nos amou sem impor condições e nos disse que nos amassemos uns aos outros como ele nos amou.

Há mais de cinquenta anos o entendimento entre católicos e luteranos vem crescendo, num constante e frutuoso diálogo ecumênico. Diferenças são superadas, entendimentos aprofundados e a confiança cada vez mais fortalecida.

Pequenas experiências vão se tornando realidade. São açõescomuns em defesa dos pobres e necessitados.Lutas travadas juntos são realidades cada dia mais constantes. Quantas oportunidades para sonharmos juntos e testemunhar o Deus de amor e misericórdia. Já não somos os mesmo de antes. Não somos indiferentes uns aos outros. Nos conhecemos bastante.

Agora é tempo de agradecer a Deus a caminhada feita. Vivemos um novo tempo, que exige escuta e entendimento, que nos ensina a não mais impor nossas verdades, mas, sobretudo, deixar o outro falar, contar a sua história, apresentar seu ponto de vista.

Louvado seja o Deus de amor e bondade peloo belíssimo encontro acontecido na Suécia entre o Papa Francisco e a Comunidade Luterana Mundial no início das comemorações comuns dos 500 anos da Reforma. Esse dia histórico é para todos nós um verdadeiroKairós, um ponto alto nesta longa caminhada, capaz de mudar a história do ecumenismo no mundo, tão sonhado pelo Papa Bom, o santo São João XXIII, que dizia que era necessário buscar primeiro o que nos une e não aquilo que nos separa.

Que o Senhor Jesus Cristo, o Bom Pastor nos ajude a passarmos “do Conflito à comunhão”

+Zanoni Demettino Castro
Arcebispo de Feira de Santana



Dom Zanoni Demettino Castro Dom Zanoni Demettino Castro