Facebook Instagram WhatsApp Twitter

Fé Católica - Sempre Presente

Nossos Parceiros

Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros

Colunas

Neste dia da Pátria, nosso pais livre e soberano, comemora sua Independência

12/09/2016 às 11:09.
Neste dia da Pátria, nosso pais livre e soberano, comemora sua Independência. Ao Deus da justiça e da paz, rezemos pelo povo brasileiro. Invoquemos a proteção da Virgem Aparecida, como fez o Santo Padre, o Papa Francisco, por ocasião da entronização da imagem da nossa Padroeira nos Jardins do Vaticano. Neste tempo de opressão, de injustiça e de grande corrupção, confiamos que a Mãe de Deus e nossa continue protegendo todo o Brasil e sua gente, principalmente os pobres. Que eles não sejam descartados, que os idosos sejam acolhidos e os meninos de rua protegidos.

Neste momento de memória e comemorações é importante lembrar a extraordinária ação da Igreja do Brasil, em defesa do pais e dos brasileiros, no fabuloso emprenho para aprovação da Lei 135/2010, a Lei da Ficha Limpa, ao coletar mais de 1,6 milhões de assinaturas. Esta Lei, respaldada pelos maiores juristas, é, sem dúvida, uma das mais importantes leis no combate à corrupção eleitoral e da moralização politica.

Nesta oportunidade, não podemos nos esquecer da atitude profética de uma mulher simples do povo, leiga consagrada da Diocese de São Mateus (ES), batizada com o nome de Assunta Caliman, que com simplicidade e determinação, recolhendo, sozinha, mais de 1700 assinaturas, sensibilizou toda Igreja de Minas e do Espírito Santo, que com suas comunidades, movimentos, grupos e pastorais se empenharam seriamente para que essa Lei da Ficha Limpa fosse aprovada.

Agora somos surpreendidos com a decisão do Supremo Tribunal Federal que ao dar poder exclusivo às Câmaras Municipais para julgar as contas dos prefeitos joga na lata do lixo todo esse espetacular e legitimo movimento do povo brasileiro.

Assunta não se encontra mais conosco. Foi pra casa do Pai. Que a sua memória nos ajude a manter viva a esperança e a lutar por um Brasil de justiça, de paz e sem corrupção.



Dom Zanoni Demettino Castro Dom Zanoni Demettino Castro