Facebook Instagram WhatsApp Twitter

Fé Católica - Sempre Presente

Nossos Parceiros

Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros
Parceiros

Colunas

Dia do Papa, o sucessor de Pedro

29/06/2016 às 18:06.
Dia do Papa, o sucessor de Pedro Dia do Papa, o sucessor de Pedro



No mês de junho, celebramos, entre outras datas importantes, a Solenidade de São Pedro e São Paulo apóstolos, no dia 29, que liturgicamente, aqui no Brasil, é transferida para o domingo.

Comemoramos também nessa data o Dia do Papa, o sucessor de Pedro. Somos chamados, nesse dia de forma especial, a rezar pelo pastor desse grande rebanho, que é a nossa Igreja.

Em nossas orações devemos expressar o reconhecimento e a gratidão a Deus por esse homem que, estando à frente, presta esse serviço de orientação aos fiéis e é para nós referência segura.

Assim lemos no Evangelho: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi carne e sangue quem te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. Por isso, eu te digo: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as forças do Inferno não poderão vencê-la. Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus” (Mt 16,17-19).

Nessa passagem encontramos um dos fundamentos bíblicos dessa autoridade que o próprio Jesus conferiu a Pedro e, por consequência, a seus sucessores. Somos um grande rebanho e Deus mesmo se encarregou de nos deixar um pastor.

Se para nós o papa é a presença autêntica de Pedro à frente da Igreja, sejamos para ele a comunidade de oração que sustenta seu pastor.

Quando uma ovelha perde a referência do seu pastor, ela fica mais vulnerável aos ataques dos lobos, porém, perto do seu pastor, essa ovelha pode descansar segura. Assim façamos nós, aproximemo-nos do nosso pastor!

Toda e qualquer ação de evangelização que esteja desvinculada da autoridade do Papa perde sua credibilidade e se torna porta de desvio da sã doutrina e da comunhão com a Igreja. Assim, eu, você e toda a Família Canção Nova estamos comprometidos com a evangelização à serviço da Igreja em comunhão com o papa Francisco.

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib